Leite vegetal básico
 
 
Escrito por:
Tipo de prato: Bebidas
Culinária: Vegan
Ingredientes
  • 1 xícara de oleaginosas cruas e sem sal inteiras (125 g) ou quebradas (70 g)
  • 31⁄2 a 4 xícaras (840 a 960 ml) de água
  • ADOÇANTES OPCIONAIS:
  • 1 colher (chá) de semente de fava de baunilha
  • 1⁄2 colher (chá) de extrato de baunilha
  • 1 tâmara sem caroço
  • 2 colheres (sopa) de xarope de bordo (maple syrup)
Modo de preparo
  1. Deixe as oleaginosas de molho durante a noite. Gosto de usar potes de vidro (960 ml) para fazer essa etapa. Uso água filtrada. A água não precisa estar em uma tempe- ratura específica. Coloque as olea- ginosas no pote. Coloque água sufi- ciente para cobrir, deixando de 2,5 a 5 cm a mais. Elas incham de leve durante a demolha. De manhã, escorra-as e enxágue-as bem.
  2. Coloque as oleaginosas no copo de um liquidificador potente com 31⁄2 xícaras (840 ml) de água. Bata por 2 minutos. Começo batendo na velocidade baixa. Aos poucos vou aumentando a velocidade.
  3. Apoie uma peneira fina em cima de uma tigela grande. Forre a peneira com um tecido fino de algodão ou um saco de voal pró- prio para leites vegetais.
  4. Despeje o leite batido por cima do tecido ou do saco de voal. Nessa hora, gosto de deixar a gravidade agir sozinha. Leva mais ou menos 5 minutos para a maior parte do líquido cair na tigela.
  5. Pegue o saco ou tecido e aperte delicadamente. Você vai ver que vai sair uma grande quantidade de líquido. Continue espremendo até sentir que o líquido acabou. É uma boa ginástica para as mãos! Se quiser, junte o adoçante de sua escolha e bata novamente por 2 minutos.
  6. Se quiser, junte o adoçante de sua escolha e bata novamente por 2 minutos.
  7. Coloque a polpa numa assadeira forrada com papel-manteiga. Fica uma massa úmida e com grumos. Com os dedos mesmo, esfarelo a polpa e espalho-a pela assadeira, para que seque com mais facili- dade.
  8. Com o auxílio de um funil, passe o leite vegetal para o pote de vidro. Guarde-o na geladeira de 3 a 4 dias, ou no freezer por até 2
Dicas
✽ Se quiser adicionar um ou dois ado- çantes a essa receita, comece jun- tando a semente de fava de baunilha, que adoça as prepara- ções sem aumentar a quantidade de açúcar. Coe o leite antes de adi- cionar o adoçante. Se o leite for adoçado no início do processo, pe- daços do ingrediente vão ficar pre- sos na peneira; isso acontece muito com a tâmara. Eu a adiciono depois de coar o leite. Devolvo ao liquidifi- cador e bato mais 2 minutos para deixar a mistura bem homogênea. Se você usar o extrato de baunilha, o leite ficará com leve gosto alcoó- lico, já que a receita não vai ao fogo.

✽ Conforme você for explorando os diferentes tipos de oleaginosas, vai notar que nem todas precisam ser coadas depois do liquidificador. Algumas oleaginosas, como casta- nha de caju e pistache, formam um pó finíssimo que passa direto pelo tecido ou saco de voal. Para essas oleaginosas, eu simplesmente bato no liquidificador, ponho no pote, deixo gelar na geladeira e sirvo.

✽ Não se assuste quando tirar o leite da geladeira e perceber que ele se separou. Basta agitá-lo que ele volta ao normal. O leite vegetal não contém espessantes, emulsifi- cantes nem estabilizadores para deixá-lo homogêneo.

✽ Se o seu liquidificador não for do tipo profissional, use o comum. Nesse caso, faça o leite em peque- nas porções — cerca de 1⁄2 xícara (65 g) de oleaginosas com 13⁄4 xícara (420 ml) de água de cada vez.

✽ A maioria dos leites vegetais dura de 3 a 4 dias na geladeira, tempo suficiente para usar em vitaminas e no preparo de receitas. A validade um tanto curta dos leites vegetais é justamente o motivo de eu não fa- zer quantidades maiores. Os leites vegetais industrializados duram mais porque contêm conservantes.
Recipe by Pequena Vegetariana at http://pequenavegetariana.com/receita-leite-de-amendoas-livro/